Menu
Atualizado em 09/10/2019 às 17h40

Caso Flávio: Vereadores questionam uso indevido da máquina pública no dia do crime; prefeitura diz que vai abrir sindicâncias

Engenheiro foi morto em setembro. Seis pessoas suspeitas de terem envolvimento no homicídio estão presas. Representantes da prefeitura esclarecem envolvimento da instituição no caso Flávio, na Câmara Municipal de Manaus
Reprodução/Rede Amazônica
Vereadores questionaram nesta quarta-feira (9), em sessão na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o uso indevido da máquina pública no caso do homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 41 anos. Um policial lotado na Casa Militar da Prefeitura de Manaus foi preso suspeito de envolvimento com o caso. Ele teria usado um carro alugado pelo município no crime.
Além disso, funcionários da prefeitura acompanharam o filho da primeira-dama, Alejandro Molino Valeiko, em uma viagem ao Rio de Janeiro, onde foi internado por alguns dias, após o crime. Ele também é investigado como um dos suspeitos e está preso.
Representantes da prefeitura estiveram presentes na reunião nesta quarta para...

Fonte: Globo.com

AM - Manaus

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS