Menu
Atualizado em 15/09/2019 às 08h40

Folclore amapaense é retratado com drama e comédia em curta-metragem independente

História traz as lendas do Boto e da Cobra Sofia. Cenas foram gravadas no Museu Sacaca, em Macapá. Filme de curta-metragem é independente e trabalha com cerca de 11 atores voluntários amapaenses
Divulgação/Amovis
Um grupo de artistas voluntários do município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, está trazendo uma proposta diferente ao contar as lendas do Boto e da Cobra Sofia. O curta-metragem “Maizúúcaramba”, gravado no Museu Sacaca, quer mostrar como seria conviver com esses personagens nos dias atuais.
Com uma produção de 30 minutos, as cenas de drama e humor, mostram o dia a dia de ribeirinhos que moram em Oiapoque com os dois personagens do folclore amapaense. Cerca de 11 atores participam das filmagens, que duraram um só dia.
O diretor e roteirista do curta, Bruce Arraes, que atua há mais de 17 anos no audiovisual, explica que tudo foi produzido com o apoio dos próprios artistas e do Museu Sacaca, que cedeu o espaço para as...

Fonte: Globo.com

AP - Macapá

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS