Menu
Atualizado em 11/06/2019 às 14h52

Presença de guarda-vidas em piscinas de uso coletivo passa a ser obrigatória em BH

Medida, que vale para clubes, hotéis, academias e alguns condomínios, terá fiscalização rigorosa, de acordo com a Prefeitura. Lei que obriga presença de guarda-vidas em clubes de Belo Horizonte vai entrar em vigor
A lei que obriga a presença de um guarda-vidas em clubes e locais que tenham piscinas coletivas vai entrar em vigor neste sábado (21) em Belo Horizonte. A medida é para prevenir acidentes. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) prometeu fiscalização rigorosa e severas multas.
Além de guarda-vidas com certificado, qualquer estabelecimento público ou privado com piscinas a partir de 1.250 m² devem ter desfibrilador, colar cervical, prancha longa, máscaras de respiração, kit de primeiros socorros e placas de sinalização com informações de segurança e profundidade.
O tamanho estabelecido pelo decreto equivale ao padrão de uma piscina olímpica e, segundo os bombeiros, corresponde ao perímetro de alcance de visão e a distância mínima...

Fonte: Globo.com

MG - Belo Horizonte

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS