Menu
Atualizado em 18/09/2019 às 10h40

Ministério Público pede à Justiça bloqueio de bens de ex-presidente da Câmara de Espera Feliz, MG

Promotoria alega que houve irregularidades em contratações para obra de prédio alugado pelo Legislativo. Vereador e dois familiares estão entre os denunciados à Justiça. G1 tenta contato com os envolvidos. O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) solicitou medida liminar à Justiça para o bloqueio de bens no valor de até R$ 25.458,97 de ex-presidente da Câmara Municipal de Espera Feliz, de uma construtora, dos dois sócios, de um irmão e de um genro do vereador.
A medida é parte de uma ação Ação Civil Pública (ACP) por Ato de Improbidade Administrativa contra o ex-parlamentar e de responsabilização dos demais envolvidos, que foi ajuizada em 5 de setembro deste ano pela Promotoria de Justiça local.
A ação é resultado de um inquérito civil público que apontou irregularidades no processo para a reforma de um prédio anexo alugado pelo Legislativo, desde a compra de materiais como a contratação da empresa e dois funcionários, que seriam...

Fonte: Globo.com

MG - Belo Horizonte

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS