Menu
Atualizado em 18/07/2019 às 12h20

Carlos Ghosn vai à Justiça contra Nissan e Mitsubishi

Executivo, que está preso por suspeita de fraude financeira, pede indenização milionária por violação de contrato. Carlos Ghosn, ex-presidente da aliança Nissan-Renault-Mitsubishi, está preso no Japão
Reuters
O ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, Carlos Ghosn, entrou com uma ação contra as montadoras japonesas do grupo perante a Justiça da Holanda, segundo um porta-voz do brasileiro.
Preso no Japão sob suspeita de fraude financeira quando estava à frente dessas montadoras, Ghosn acusa a Nissan e a Mitsubishi de violação abusiva de seu contrato.
Prisão de Ghosn: o que se sabe até agora
A ação foi aberta na Holanda porque o país é sede da NMBV, empresa subsidiária que foi aberta em 2017 para explorar as sinergias entre as duas montadoras e que foi dissolvida em março último.
Ghosn pede uma indenização de 15 milhões de euros (US$ 16,8 milhões).
Em janeiro, a Nissan e a Mitsubishi disseram que...

Carros e Motos

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS