Menu
Atualizado em 17/07/2019 às 18h00

Antes de permitir novos leilões, TCU quer que estatal do pré-sal prove capacidade de comercializar

Auditoria do tribunal apontou que a estatal PPSA está no limite da sua capacidade. Corte de fiscalização questiona capacidade da empresa em atender leilões da cessão onerosa e do pré-sal. O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta quarta-feira (17) que os próximos editais de leilão de petróleo encaminhados à Corte de fiscalização venham acompanhados de declaração da estatal Pré-Sal Petróleo S.A (PPSA) de que tem capacidade para atender às demandas para comercialização do óleo.
Criada em 2013 – durante o governo Dilma Rousseff –, a PPSA é responsável pela gestão de contratos de partilha de produção, gestão da comercialização de petróleo e gás natural. A estatal também representa a União em acordos de individualização da produção.
Um das atribuições da PPSA é comercializar o petróleo que a União recebe nos leilões sob o regime de partilha. O modelo é usado em áreas do pré-sal ou naquelas...

Fonte: Globo.com

Economia e Finanças

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS