Menu
Atualizado em 10/09/2019 às 08h20

Japão terá que descartar água radioativa da usina nuclear de Fukushima no Pacífico, diz ministro

Mais de 1 milhão de toneladas de água radioativa estão armazenadas, mas empresa responsável diz que o espaço vai acabar até 2022. A usina, que foi atingida por um tsunami em 2011, tem núcleos danificados que precisam ser resfriados com água para que não derretam, o que a contamina. Tanques de armazenamento de água radioativa na usina de Fukushima, atingida pelo tsunami de 2011.
Issei Kato/Reuters
A empresa responsável por operar a usina nuclear de Fukushima, no Japão, que foi atingido por um tsunami em 2011, terá que descartar água radioativa no Oceano Pacífico, anunciou nesta terça-feira (10) o ministro do Meio Ambiente japonês. Ele não disse quanta água precisaria ser despejada no oceano.
A Tokyo Electric já coletou mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada dos tubos de resfriamento usados para impedir que os três núcleos de combustível danificados do reator derretam. A empresa diz que ficará sem espaço de armazenamento...

Fonte: Globo.com

Meio Ambiente

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS