Menu
Atualizado em 11/09/2019 às 19h40

No Dia do Cerrado, obras do artista Siron Franco são projetadas ao ar livre, em Brasília

Cúpula do Museu Nacional da República ganhou cores para chamar a atenção para as queimadas. Em setembro, bioma teve mais focos de incêndio do que a Amazônia. Cúpula do Museu Nacional da República, em Brasília, ganhou projeção de obras de Siron Franco no Dia do Cerrado
Nicole Angel/ G1
Nesta quinta-feira (11), Dia do Cerrado, a fachada do Museu Nacional da República, em Brasília, ganhou imagens do artista visual Siron Franco. Projetadas na cúpula do monumento, elas lembram as queimadas que assolam o bioma.
Cerrado registra mais focos de queimadas do que a Amazônia nos primeiros dias de setembro
Em dez anos, queimadas atingiram equivalente a 25% da área do DF
As projeções foram iniciadas às 19h e seguem até a meia-noite. Segundo o artista, as imagens mostram a "ordem natural do cerrado".
"Mesmo que algumas queimadas sejam naturais, por conta do período, esse ano estamos batendo recorde de queimadas, até mais que na...

Fonte: Globo.com

Meio Ambiente

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS