Menu
Atualizado em 13/09/2019 às 18h40

Ação das Forças Armadas contra queimadas na Amazônia deve ser estendida até outubro, diz Mourão

Presidente em exercício diz que decisão será tomada quando Bolsonaro reassumir o cargo. Operação atual expira no dia 24 de setembro; custo por dia é de R$ 1,5 milhão. Governadores discutem com embaixadores retomada do Fundo Amazônia
O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta sexta-feira (13) que o governo pretende renovar, nos próximos dias, a ordem para atuação das Forças Armadas no combate às queimadas e ao desmatamento na Amazônia.
O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro em 23 de agosto e vale até 24 de setembro. Já na assinatura do decreto o governo dizia que a operação poderia ser renovada, se necessário, até novembro, quando acaba a temporada de estiagem.
“[A operação militar] Continua, está prevista até 24 de setembro. E a nossa ideia, depois que o presidente voltar, é solicitar a prorrogação dela”, declarou Mourão.
O vice exerce a...

Fonte: Globo.com

Meio Ambiente

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS