Menu
Atualizado em 16/09/2019 às 23h20

Crime organizado e milícias estão ligados a desmatamentos e queimadas na Amazônia, diz Human Rights Watch

Relatório cita a ‘Máfia dos Ipês’, que desmata, queima e toma posse da terra com a criação de gados para depois revender com documentos falsos. Servidores públicos, indígenas, policiais e agricultores que tentam denunciar os crimes sofrem ameaças, que podem levar a assassinatos. Falta de investigação e proteção às testemunhas cria sensação de impunidade. Uma das duas madeireiras encontradas pela Human Rights Watch a 5 km do território indígena, em Amarante do Maranhão, em junho de 2018. A madeireira funcionava a céu aberto, sem cercas ou camuflagem das árvores, a 100 metros de uma grande rodovia.
Brent Stirton/Getty Images for Human Rights Watch
O desmatamento e as queimadas na Amazônia estão ligados a uma rede de criminosos que pagam por mão-de-obra, por grandes maquinários (motosserras, tratores, correntes, caminhões), e por proteção de milícia armada contra quem tenta denunciar os crimes, aponta um relatório da Humans Rights Watch...

Fonte: Globo.com

Meio Ambiente

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS