Menu
Atualizado em 10/10/2019 às 07h20

As pistas que podem ajudar a desvendar mistério de petróleo que atingiu praias do Nordeste

Operação para identificar a origem do vazamento mobiliza 1.500 militares, cinco navios, uma aeronave e diversas embarcações e viaturas de delegacias e capitanias dos portos. A investigação sobre o incidente passa por elementos como datas de avistamento nas praias, correntes marinhas do oceano Atlântico e rotas das embarcações
Reuters/Alisson Frazão
O primeiro sinal do petróleo derramado foi registrado em três praias do litoral paraibano, no dia 30 de agosto. Nos 40 dias seguintes, o vazamento se espalhou por 63 cidades nos 9 Estados do Nordeste. Doze tartarugas marinhas morreram e mais de 130 toneladas do óleo cru foram recolhidas das praias no episódio que já é considerado o maior desastre ambiental do país em extensão territorial.
Mas como uma quantidade tão grande de petróleo caiu no mar sem deixar vestígios? Quem está no radar da Marinha e Polícia Federal?
Lista de praias atingidas pelas manchas de óleo no Nordeste

Fonte: Globo.com

Meio Ambiente

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS