Menu
Atualizado em 21/05/2019 às 16h59

Deputados acusados de rebelião denunciam perseguição do regime venezuelano

Treze dos 14 deputados recentemente acusados pelo Governo venezuelano de conspirar contra o regime divulgaram hoje uma carta em que afirmam serem perseguidos e acusam o Presidente Nicolás Maduro de desferir um golpe de Estado contra o parlamento. “O que tem vivido o parlamento, nos últimos dias, é a continuação de um golpe de Estado ao único poder legítimo no nosso país”, lê-se na carta.O documento, divulgado em Caracas, prossegue afirmando que “uns magistrados (do Supremo Tribunal de Justiça) atuam de costas voltadas para o povo e a Constituição”.Os signatários criticam a Assembleia Constituinte (AC) -- composta unicamente por simpatizantes do regime de Nicolas Maduro -, e classificam-na de “fraudulenta” que pretende “enganar a vontade de milhões de venezuelanos ao perseguir mais de uma dezena de deputados legitimamente eleitos”.A carta é assinada pelos deputados Américo de Grazia, Simón Calzadilla, Richard Blanco, Juan Andrés Mejía, Henry Ramos...
Comente esse artigo

Mundo

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS