Menu
Atualizado em 11/01/2019 às 10h40

Alto índice de infestação indica risco de epidemia de dengue em Cascavel

Presença alta do mosquito Aedes aegypti também indica alerta para casos de febre chikungunya e contaminação pelo vírus da zika. O mosquito Aedes aegypti é o tranmissor da zika, dengue e chikungunya
LM Otero/Arquivo/AP Photo
A Secretaria de Saúde de Cascavel, no oeste do Paraná, alerta para o risco médio de epidemia de dengue na cidade se o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti não for reduzido.
O primeiro levantamento (LIRAa) do ano, realizado entre os dias 7 e 9 de janeiro, indicou um índice médio de 3,9% de infestação do transmissor da dengue. O mosquito é responsável também por casos de febre chikungunya e contaminação pelo vírus da zika.
A região sul da cidade é a que mais preocupa. Dos imóveis vistoriados, em 9,3% deles foram encontrados focos do Aedes aegypti. Na região oeste, a índice se aproxima de 5%.
Os principais criadouros são os locais com acúmulo de lixo, com 38.5% dos registros, e os depósitos...


Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS