Menu
Atualizado em 11/01/2019 às 10h20

Homem acusado de matar jornalista em Porto Alegre é condenado a 20 anos de prisão

Maurício de Souza Machado, de 26 anos, foi acusado de cometer latrocínio, assassinato seguido de roubo. Jornalista morreu por asfixia mecânica, segundo os laudos. Tagliene Padilha foi encontrado morto em seu apartamento, em Porto Alegre, no dia 24 de abril.
Reprodução/Facebook
A Justiça do Rio Grande do Sul condenou a 20 anos de prisão em regime fechado o acusado de matar o jornalista Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, em abril de 2017. De acordo com a sentença do juíz Sidinei José Brzuska, Maurício de Souza Machado, de 26 anos, cometeu crime de latrocínio, assassinato seguido de roubo. O jornalista morreu por asfixia mecânica, segundo os laudos.
Maurício foi preso 19 dias após o crime, em uma clínica de reabilitação, em Carlos Barbosa, na Serra do Rio Grande do Sul.
Na noite do dia 23 de abril, Tagliene permaneceu com amigos até as 23h, quando resolveu voltar para casa. No caminho, encontrou com Maurício, e os dois foram até uma...



Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS