Menu
Atualizado em 12/01/2019 às 20h20

MP e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em Imperatriz

Marcos Vieira foi afastado das suas funções após ter negado o envio de uma ambulância a uma idosa que tinha sofrido um acidente e estava ferida na cidade. Ministério Público e Polícia Civil investigam conduta de funcionário do Samu em Imperatriz
O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e a Polícia Civil estão investigando a conduta de Marcos Vieira, funcionário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Imperatriz, a 626 km de São Luís, que foi denunciado após ter negado o envio de uma ambulância a uma idosa que tinha sofrido um acidente e estava ferida na cidade. O atendente do Samu foi afastado das suas funções.
O Coordenador-geral do Samu, Alexsandro Freitas, disse que o médico é quem tinha que decidir sobre o procedimento quando a ambulância foi solicitada. “O telefonista em momento nenhum decide nada. Apenas colhe informações e qualquer decisão é tomada pelo médico regulador, que é o médico sanitarista, que é o...


Fonte: Globo.com
Comente esse artigo

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS