Menu
Atualizado em 30/05/2019 às 20h20

Faculdade com registro falso faz mais de 130 vítimas em distrito de Macapá

Investigações iniciaram em 2012 e caso está com o MP-AP. Caso foi no Arquipélago do Bailique. Uma faculdade particular que funcionava com registro e diplomas falsos, fez mais de 130 vítimas no arquipélago do Bailique, distrito a 180 quilômetros de Macapá. De acordo com a Polícia Civil, duas pessoas foram indiciadas por estelionato. A denúncia foi levada para o Ministério Público do Amapá (MP-AP).
A instituição seria uma extensão de uma faculdade paraense que sequer existia. Já os diplomas eram expedidos em nome de uma terceira instituição do Piauí, que não possui qualquer vínculo com a faculdade instalada no Amapá.
Tanto o Ministério da Educação (MEC), quanto o Conselho Estadual de Educação (CEE) foram acionados e informaram não reconhecer a instituição e os diplomas.
A faculdade também possuía um polo no município de Porto Grande, a 102 quilômetros da capital, e foi por meio de alunos de lá que surgiram as primeiras suspeitas...

Fonte: Globo.com

PI - Teresina

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS