Menu
Atualizado em 24/06/2019 às 23h40

Ministro da Defesa diz não ter “ajuste em mente” para a Polícia Militar

O ministro da Defesa Nacional escusou-se hoje a comentar as conclusões da comissão parlamentar de inquérito sobre o caso de Tancos e afirmou não ter “nenhum ajuste em mente” quanto ao regime da Polícia Judiciária Militar (PJM). “Não tenho nenhum ajuste em mente, mas logo se verá. Obviamente, sempre que se justifique, em qualquer instituição fazem-se ajustamentos, mas não tenho nenhum ajustamento específico em mente”, afirmou João Gomes Cravinho, em resposta à agência Lusa, em Lisboa, sobre a possibilidade de futuras alterações ao regime da PJM.O ministro da Defesa defendeu que as instituições devem ser estáveis e considerou que “é um erro muito grave quando se confunde um momento com uma instituição, quando se confunde uma atuação errónea por parte de agentes da instituição com a instituição em si”.João Gomes Cravinho falava no final da inauguração da nova sede da Associação de Auditores dos Cursos de Defesa Nacional (AACDN), no Campo de...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS