Menu
Atualizado em 18/08/2019 às 20h20

Guterres condena atentado no Afeganistão que matou 63 pessoas

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou hoje o “atentado terrorista horrível” numa festa de casamento no Afeganistão, que matou no sábado 63 pessoas e feriu 182.Guterres expressou as condolências às famílias das vítimas, ao Governo e ao povo afegãos, desejando uma rápida recuperação dos feridos, indicou o seu porta-voz, Stéphane Dujarric.O atentado, reivindicado hoje pelo grupo extremista Estado Islâmico, ocorreu no sábado num hotel da cidade de Cabul quando houve uma explosão provocada por um suicida.O ataque foi condenado por organismos internacionais e pelo Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, que o considerou um “crime contra a humanidade”.Segundo Ashraf Ghani, os talibãs (movimento fundamentalista islâmico) não podem ser desresponsabilizados pelo sucedido, uma vez que “fornecem uma plataforma para os terroristas”.O atentado, condenado pelos talibãs, aconteceu numa altura em que é esperado um acordo de paz entre estes e os...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS