Menu
Atualizado em 23/08/2019 às 03h40

YouTube fecha canais associados a campanha de desinformação sobre Hong Kong

O Google informou hoje que desativou mais de 200 canais na plataforma de vídeos YouTube que alegadamente conduziam “operações de influência coordenadas” sobre os protestos em Hong Kong, dias depois de Facebook e Twitter tomarem a mesma decisão.O Google suspendeu 210 canais do plataforma de vídeo YouTube após detetar um “comportamento coordenado, ao difundir vídeos relacionados com os protestos em curso em Hong Kong”.A empresa não vinculou diretamente a campanha com o regime chinês, mas associou a sua decisão “recentes observações e ações anunciadas pelo Facebook e Twitter”.Esta semana, o Facebook e o Twitter suspenderam também várias contas originárias do continente chinês, que “deliberada e especificamente tentavam semear a discórdia política em Hong Kong, inclusive minando a legitimidade e as posições políticas dos manifestantes”.Ambas as empresas disseram que suspenderam as contas com base em “evidências confiáveis” de que se tratava de...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS