Menu
Atualizado em 11/09/2019 às 22h40

Parlamento condena criação do museu Salazar com abstenção do PSD e CDS

O parlamento condenou ontem a criação de um museu dedicado a Salazar em Santa Comba Dão, terra natal do ditador, Viseu, aprovando um voto do PCP por considerar ser uma “afronta à democracia”. Na hora da votação, PSD e CDS abstiveram-se, mas a maioria de esquerda -- PS, BE, PCP e PEV -- aprovou o voto apresentado pelos comunistas à comissão permanente da Assembleia da República, órgão que substitui o plenário do parlamento durante as férias. PSD, CDS e PS anunciaram declarações de voto sobre esta matéria que tem causado polémica nas últimas semanasSegundo texto da bancada comunista, aprovado pelos deputados, a criação de “um ‘museu’ dedicado à memória do ditador Oliveira Salazar em Santa Comba Dão” é “uma afronta à democracia, aos valores democráticos” e uma “ofensa à memória das vítimas da ditadura”. Através deste voto, o parlamento apela aos promotores da criação do museu para que “reconsiderem a sua posição” e a todas as...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS