Menu
Atualizado em 15/09/2019 às 17h20

Explorador britânico teme pelo mar português e defende ainda mais áreas protegidas

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas.Em entrevista à agência Lusa na sua passagem pela conferência “Futuro do Planeta”, Paul Rose, que mergulha desde os anos 1960, afirmou que no espaço de décadas se vê “menos peixe e mais poluição”, considerando “assustador” que não haja mais zonas protegidas no espaço marítimo português, sobretudo nos Açores, “o lugar mais bonito do mundo”.“Partir-me-ia o coração se Portugal e os Açores só decidissem protegê-las daqui a uns anos, indo atrás de toda a gente”, saudando a decisão, anunciada em fevereiro deste ano, de aumentar as zonas protegidas nos Açores em 150 mil quilómetros quadrados.A decisão, afirma, é sinal de “liderança global” e um exemplo para o mundo inteiro, o mesmo que a sua geração e dos políticos no poder, devia dar perante os jovens,...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS