Menu
Atualizado em 09/10/2019 às 23h40

Cooperação policial foi a “chave” para apreensão de 500 quilos de cocaína em veleiro nos Açores

O coordenador da Polícia Judiciária (PJ) nos Açores salientou hoje que a cooperação policial entre vários países foi “fundamental” na apreensão em julho de meia tonelada de cocaína num veleiro na marina da Praia da Vitória, Ilha Terceira.Em conferência de imprensa, em Lisboa, e na presença de responsáveis policiais de Espanha, Holanda, Europol e MAOC-N (Marítime Analisys and Operations Centre - Narcotics), Renato Furtado sublinhou ainda que “as embarcações de recreio têm sido muito utilizadas para o transporte de cocaína desde as Caraíbas e de toda a América do Sul para a Europa”.Segundo aquele coordenador da PJ, “boa parte dessas embarcações param nos Açores por diversas razões, às vezes por avarias, às vezes para se reabastecerem de alimentos e água”, sendo também uma forma das organizações criminosas transnacionais “transportarem quantidades bastante significativas, de uma só vez, de cocaína, porque a via aérea não permite essa...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS