Menu
Atualizado em 17/07/2019 às 22h00

Explosão em apartamento: Funcionária diz que só informava riscos de impermeabilização se clientes pedissem

Jovem prestou depoimento na tarde desta quarta-feira (17); explosão matou uma criança e deixou outras três pessoas feridas. Delegacia de Explosivos, Armas e Munições
Reprodução/RPC
Uma funcionária da empresa Impeseg, responsável pela impermeabilização de um sofá no apartamento em que houve uma explosão em Curitiba, afirmou que apenas informava sobre riscos do serviço se os clientes pedissem.
Mariana Caroline Ferreira prestou depoimento, na tarde desta quarta-feira (17), na Delegacia de Explosivos, Armas e Munições (Deam). Ela afirmou que enviava uma mensagem padrão, elaborada pela proprietária da empresa, que não mencionava a periculosidade do produto ao responder clientes pelas redes sociais.
Uma criança de 11 anos morreu e outras três pessoas ficaram feridas após a explosão, que ocorreu no dia 29 de junho, em um apartamento, no Bairro Água Verde.
Mariana disse que em treinamento, conduzido pelos donos da Impeseg, recebeu...

Fonte: Globo.com

PR - Curitiba

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS