Menu
Atualizado em 19/08/2019 às 15h00

Justiça determina que vereador de Astorga investigado por oferecer dinheiro a um morador seja afastado do cargo

MP-PR afirma que o vereador Mauricio Juliani (DEM) foi quem intermediou o encontro e ofereceu dinheiro para um homem deixar de denunciar irregularidades da administração pública. Parlamentar ficará afastado por 120 dias. Vereador Maurício Juliani (DEM) não poderá frequentar a Câmara e a prefeitura por 120 dias
Câmara de Vereadores de Astorga/Divulgação
A Justiça determinou que o vereador de Astorga, no norte do Paraná, Maurício Juliani (DEM), seja afastado do cargo nesta segunda-feira (19). Conforme a decisão, Juliani não poderá exercer a atividade legislativa, frequentar a câmara e a prefeitura ou chegar perto de testemunhas do caso por 120 dias.
Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), o presidente do Legislativo municipal José Carlos Paixão (PTB), Juliani e o assessor de comunicação da Casa, Fernando Gardin, ofereceram dinheiro e um cargo no Legislativo municipal para um homem que, com frequência, noticiava fatos irregulares...

Fonte: Globo.com

PR - Curitiba

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS