Menu
Atualizado em 09/10/2019 às 14h20

Caso Daniel: Justiça revoga prisão de três réus e manda suspender monitoramento eletrônico de Cristiana Brittes

Após o cumprimento da decisão, expedida nesta quarta-feira (9), somente Edison Brittes, que confessou ter matado o jogador deve permanecer preso. Edison, Cristiana Brittes e outras cinco pessoas são réus no processo que apura a morte do jogador Daniel Correa
Giuliano Gomes/PRPress
A Justiça revogou as prisões de William Vollero, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Ygor King e mandou suspender o monitoramento eletrônico de Cristiana Brittes. Eles são réus no processo que apura a morte do jogador Daniel Correa.
A decisão desta quarta-feira (9) acompanha o pedido feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nas alegações finais, apresentadas na terça-feira (8). No documento, o MP pediu que os sete réus vão a júri popular.
Daniel foi morto no dia 27 de outubro, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O corpo do jogador foi encontrado com o órgão sexual mutilado, perto de uma estrada rural na Colônia...

Fonte: Globo.com

PR - Curitiba

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS