Menu
Atualizado em 18/09/2019 às 11h20

Denunciado no caso Marielle coloca apadrinhado na chefia da Assembleia do Rio


Denunciado pela PGR (Procuradoria-Geral da República) por suspeita de fraudar as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, Domingos Inácio Brazão colocou um apadrinhado no comando de um contrato milionário na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.
Leia mais (09/18/2019 - 12h01)

Fonte: Folha UOL

RJ - Rio de Janeiro

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS