Menu
Atualizado em 19/09/2019 às 12h40

Witzel defende que preso perca visita íntima e 'liberdade sexual'


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse nesta quarta (18) que presos deveriam perder o direito às visitas íntimas na cadeia, que chamou de "liberdade sexual". Também defendeu que a pena máxima para participação no crime organizado suba para 50 anos de detenção.
Leia mais (09/19/2019 - 13h33)

Fonte: Folha UOL

RJ - Rio de Janeiro

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS