Menu
Atualizado em 11/09/2019 às 15h40

Justiça de RO autoriza casal a cultivar maconha para tratar filha com autismo e epilepsia

Decisão permite que pais plantem para produzir o óleo do tratamento da menina a partir da flor da planta. Segundo juiz, essa seria a primeira autorização do tipo no estado. Justiça autorizou que casal cultive maconha para fins medicinais.
Rick Wilking / Reuters
Um casal morador de Ji-Paraná (RO), região central do estado, conseguiu uma autorização judicial para cultivar Cannabis sativa (maconha) para fins medicinais. O objetivo é usar a planta no tratamento da filha, que foi diagnosticada com autismo e epilepsia. A informação foi divulgada nesta semana pelo Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO).
De acordo com a decisão da 1ª Vara do Juizado Especial Criminal de Ji-Paraná, a criança faz o uso de um óleo importado ao tratamento, que custa cerca de R$ 21 mil por ano.
Segundo o magistrado, a autorização judicial pretende "evitar o irreparável prejuízo ao paciente quanto ao constrangimento ilegal e eventual ameaça sofrida por seu...

Fonte: Globo.com

RO - Porto Velho

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS