Menu
Atualizado em 20/07/2019 às 17h00

Família questiona laudo do IML e cobra investigação sobre morte de preso na penitenciária de RR

Agentes penitenciários teriam informado que ele foi asfixiado. Família fala em irregularidades no exame cadavérico. Nilton estava preso pela segunda vez por estelionato e falsificação de documento público
Arquivo Pessoal
Familiares de Nilton César Alves Rocha, detento da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo que morreu na última terça-feira (16), questionam o laudo do Instituto Médico Legal (IML) que apontou AVC como causa da morte e cobram investigação sobre o caso.
Segundo os parentes, agentes penitenciários teriam informado que ele foi asfixiado, e que gritos foram ouvidos de dentro da sua cela. Nilton estava preso por estelionato e falsificação de documento público, e era considerado um interno de bom comportamento.
A morte ocorreu quatro dias depois que mais de 500 presos que estavam na Cadeia Pública de Boa Vista foram transferidos para a penitenciária, deixando a unidade ainda mais superlotada. O Ministério Público e a...

Fonte: Globo.com

RR - Boa Vista

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS