Menu
Atualizado em 11/09/2019 às 18h20

Índice de infestação de Aedes aegypti diminui em Boa Vista, mas cidade ainda está em alto risco

Aedes aegypti é transmissor da dengue, zika e chikungunya. Pesquisa foi realizada em 6511 imóveis e 464 apresentaram larvas do mosquito. Aedes aegypti possui coloração escura e listras brancas pelo corpo
Pixabay/Divulgação
Boa Vista registrou uma queda no índice médio de infestação do Aedes aegypti, mas continua em situação de alto risco. É o que mostra o 4º Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) informado nesta quarta-feira (11) pela prefeitura.
De acordo com o levantamento realizado entre 19 e 23 de agosto, o índice médio de infestação é de 7,1% em Boa Vista e ainda coloca a capital em alto risco para transmissão de doenças como dengue, zika e chikungunya.
O dado anterior do LIRAa, divulgado pelo Ministério da Saúde, apontava um índice de 9,3%.
A pesquisa foi realizada em 6511 imóveis e 464 apresentaram larvas de Aedes aegypti. De acordo com a prefeitura, dos locais que apresentaram as...

Fonte: Globo.com

RR - Boa Vista

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS