Menu
Atualizado em 13/09/2019 às 18h40

Presidente da Ale-RR acusa MP de perseguição após denúncias de fraudes e desvios milionários

Deputado Jalser Renier (SD) disse que o MPRR também fez serviços com empresa acusada de esquema com a Assembleia e classificou ação da instituição como "mais uma barbaridade" frente à sua gestão. Jalser Renier (SD) durante coletiva na tarde desta sexta-feira (13)
Fabrício Araújo/G1 RR
O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (Ale-RR), Jalser Renier (SD), acusou o Ministério Público de Roraima (MPRR) de perseguição e disse ser vítima de injustiça após o órgão pedir, pela segunda vez, seu afastamento da presidência da Casa, nesta sexta-feira (13). "Estão cometendo exageros", disse.
Investigado por fraudes e desvios milionários à frente da Assembleia, Renier já foi alvo de duas operações do MPRR: Royal Flush e Cartas Marcadas.
Nesta quarta, o Ministério pediu, em caráter liminar, o afastamento do cargo de presidente e a indisponibilidade dos bens dele e de outras oito pessoas investigadas por um desvio de R$ 770 mil em...

Fonte: Globo.com

RR - Boa Vista

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS