Menu
Atualizado em 18/06/2019 às 15h40

STJ forma maioria para mandar acusados por incêndio na boate Kiss a júri popular

Ministros entenderam que acusados assumiram risco de matar. Tragédia ocorreu em janeiro de 2013 na cidade de Santa Maria (RS) e deixou 242 mortos. A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) formou maioria nesta terça-feira (18) para mandar os acusados pelo incêndio na boate Kiss a um júri popular.
No entendimento da maioria dos ministros, os elementos do processo indicam que os responsáveis pela boate e os músicos da banda que tocava na noite no incêndio tiveram o chamado dolo eventual, ou seja, assumiram o risco de matar. Ainda resta o voto da ministra Laurita Vaz. O ministro Sebastião Reis Júnior não participou do julgamento.
A tragédia ocorreu em janeiro de 2013 na cidade de Santa Maria (RS) e deixou 242 mortos e 636 feridos, a maioria jovens universitários que estavam em uma festa na boate.
No fim de 2017, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) considerou que os quatro acusados deveriam ser julgados por um juiz de vara...

Fonte: Globo.com

RS - Porto Alegre

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS