Menu
Atualizado em 15/07/2019 às 11h00

Decisão liminar impede novas contratações pelo poder público de empresas investigadas por fraudar licitações

Foi decretada, ainda, indisponibilidade dos bens para garantir a proteção dos valores obtidos dos cofres públicos ilegalmente, estimados em R$ 6,6 milhões. Juíza também determinou que sejam mantidos contratos em andamento, para a continuidade do serviço público. Em decisão liminar, 17 empresas do Rio Grande do Sul ficam impedidas de fazer novas contratações junto ao poder público, nas esferas municipal, estadual e federal, por serem investigadas por fraudes em licitações.
O pedido, através de uma ação civil pública, foi feito pela Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Combate aos Crimes Licitatórios, em conjunto com a Procuradoria-Geral do Estado.
Assinada pela juíza Cristina Lohmann, a decisão também determina que sejam mantidos os contratos em andamento, para a continuidade do serviço público. Foi decretada, ainda, a indisponibilidade dos bens para garantir a proteção dos valores obtidos dos cofres públicos ilegalmente, estimados...

Fonte: Globo.com

RS - Porto Alegre

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS