Menu
Atualizado em 15/07/2019 às 21h20

Justiça anula contrato da Câmara de Porto Alegre com empresa municipal que gerencia ponto dos servidores

Vínculo no valor de quase R$ 180 mil foi firmado mediante dispensa de licitação. Falta de interligação do sistema levou à terceirização de um dos serviços, o que não era permitido no acordo. Justiça anula contrato entre a Câmara de Vereadores de Porto Alegre e a Procempa
A Justiça determinou a anulação do contrato entre a Câmara de Vereadores de Porto Alegre e a empresa responsável por gerenciar o ponto dos servidores da casa, a Procempa, companhia de processamento de dados do próprio município. Uma ação popular, apontando que o serviço nunca foi realizado da forma adequada, levou à decisão.
O controle de entrada e saída dos funcionários da Câmara foi implantado em 2015, por quase R$ 180 mil. A Casa escolheu a Procempa, porém dispensou a licitação.
Em 2017, o advogado Paulo Roberto Teixeira entrou com uma ação popular na Justiça apontando falhas na contratação. Dois anos depois, o Tribunal de Justiça deu ganho de causa à ação...

Fonte: Globo.com

RS - Porto Alegre

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS