Menu
Atualizado em 15/08/2019 às 16h40

Justiça autoriza prisão de ex-marido suspeito de matar mulher em Camaquã

Segundo delegada, homem ainda está internado. Ele foi encontrado como uma faca cravada no peito, no mesmo local onde estava a mulher, com ferimentos na cabeça. O suspeito de matar a ex-companheira em Camaquã, no Sul do Rio Grande do Sul, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, conforme a delegada que investiga o caso, Vivian Duarte. O crime aconteceu no último domingo (11), na residência do suspeito.
A vítima, Schirlei Milene Ribeiro Escarcel da Cunha, foi encontrada morta com ferimentos na cabeça, na casa do ex-companheiro. Ele, por sua vez, estava com um faca cravada no tórax. Quem localizou os dois e avisou a polícia foi a filha do casal. A neta deles, de 4 anos, estava no local.
O homem foi hospitalizado e seguia internado até a tarde desta quinta-feira (15), conforme a delegada, que não informou o estado de saúde dele. Assim que tiver alta, a delegada informa que ouvirá o suspeito.
Para a Polícia Civil, trata-se de feminicídio. O...

Fonte: Globo.com

RS - Porto Alegre

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS