Menu
Atualizado em 25/06/2019 às 01h20

Quem mandou ser estuprada?


Estava demorando. Mulher que decide interromper uma gravidez indesejada é chamada de assassina, vagabunda, insensível. Só faltava ser chamada de louca. Não falta mais. Um vereador em São Paulo quer que mulheres "com propensão ao aborto ilegal" sejam internadas em clínicas psiquiátricas. Porque, claro, alguém que é vítima de estupro, corre risco de vida ou carrega um feto sem cérebro só pode ser louca para não querer ter um filho nessas condições.
Leia mais (06/25/2019 - 02h00)

Fonte: Folha UOL

SP - São Paulo

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS