Menu
Atualizado em 11/09/2019 às 20h20

Médicos questionam terceirização do Pronto-Socorro da Santa Casa de Rio Claro

Medida vai até novembro e prefeitura alega economia de dinheiro com salários e horas extras. OS assume pronto-socorro de Rio Claro e médicos questionam economia
A terceirização do Pronto-Socorro da Santa Casa de Rio Claro (SP) pela prefeitura está gerando questionamento de médicos, que foram transferidos para Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs). A prefeitura alega economia de dinheiro com salários e horas extras.
Transferências
Depois de quase 20 anos trabalhando no mesmo pronto-socorro, o médico Marcelo Eduardo Ferrarini foi transferido para a UPA do Cervezão. O concurso público que ele fez era para trabalhar em unidades de urgência e emergência.
O médico Marcelo Eduardo Ferrarini trabalhava no PS de Rio Claro
Reprodução/EPTV
“O atendimento do PSMI é diferente do atendimento das UPAs porque lá nós não atendemos à porta, são os atendimentos graves que vão para lá, então eles ficam aguardando vaga para internação...

Fonte: Globo.com

SP - São Paulo

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS