Menu
Atualizado em 09/10/2019 às 17h20

Caso Mariana: Ministério Público denuncia suspeito de matar universitária por latrocínio

Mariana Bazza, de 19 anos, recebeu ajuda do suspeito para trocar o pneu do carro, em Bariri (SP), e foi encontrada morta um dia depois em canavial. MP ofereceu a denúncia com base no inquérito policial. Suspeito de matar universitária Mariana Bazza, de Bariri, roubou carteira e tentou vender carro da jovem no dia do crime
TV TEM/Arquivo Pessoal
O Ministério Público denunciou nesta semana Rodrigo Pereira Alves - suspeito de matar a universitária Mariana Bazza - por latrocínio com base no inquérito policial que foi concluído na última quinta-feira (3). A denúncia ainda não foi aceita pela Justiça.
Mariana desapareceu no dia 24 de setembro depois de receber a ajuda de Rodrigo para trocar o pneu do carro. Ele foi preso horas depois de sumir com a jovem. No dia seguinte, a polícia localizou corpo dela em uma área de canavial em Ibitinga.
O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Araraquara (SP) apontou que a jovem foi morta por asfixia...

Fonte: Globo.com

SP - São Paulo

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS