Menu
Atualizado em 12/07/2019 às 18h40

Inquérito da operação ONGs de Papel é concluído e três são indiciados

Iuri Vieira Aguiar, Iury Rocha da Silva e João Paulo Silveira vão responder por peculato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Processo atinge quatro convênios criados por emendas parlamentares. O inquérito da operação ONGs de Papel foi concluído e três pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil no caso.Iuri Vieira Aguiar, que a polícia acredita ser o chefe do esquema; o presidente do Instituto Prosperar (IPROS), Iury Rocha da Silva e o João Paulo Silveira, que é apontado pela polícia como o verdadeiro dono de uma das empresas beneficiadas no esquema e seria operador do grupo.
Cada um deles foi indiciado por quatro acusações distintas de peculato, quatro de associação criminosa e quatro de lavagem de dinheiro. Cada acusação é referente a um convênio do IPROS que está sob suspeita.
As defesas de Iuri Vieira Aguiar, João Paulo Silveira e Iury Rocha da Silva disseram que só vão se manifestar depois que tiver acesso aos autos.
Novos...

Fonte: Globo.com

TO - Palmas

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS