Menu
Atualizado em 18/07/2019 às 14h20

Naturatins e produtores rurais são alvos de ação por desmatamento ilegal em áreas de preservação

Ações foram iniciadas pelo Ministério Público do Tocantins. De acordo com a promotoria, suspeita é de que o Instituto Natureza do Tocantins tenha emitido licenças ilegais para desmatamento. Desmatamento ilegal tem avançado em todo país
Polícia Militar de Meio Ambiente/Divulgação
Duas ações judiciais contra o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e produtores agroindustriais suspeitos de desmatamento ilegal foram iniciadas pelo Ministério Público do Tocantins. De acordo com o MPE, as áreas de preservação foram desmatadas com autorizações ilegais emitidas pelo órgão ambiental. O desmatamento foi de 1.532 hectares.
As áreas desmatadas ilegalmente ficam em reservas legais nos municípios de Caseara e Lagoa da Confusão. O MPE acredita que houve participação de servidores do Naturatins na liberação das licenças irregulares, mas essa suspeita será apurada em uma investigação criminal.
O G1 pediu posicionamento para o...

Fonte: Globo.com

TO - Palmas

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS