Menu
Atualizado em 15/08/2019 às 12h20

Ex-diretora que teria usado dinheiro público para comprar bens pessoais terá que devolver R$ 36 mil à unidade

A mulher também fez dívidas e não realizou prestação de contas sobre repasses. Segundo a sentença, materiais foram comprados, mas nunca foram entregues na escola. A ex-diretora de uma escola pública de Porto Nacional foi condenada por improbidade administrativa e terá que devolver R$ 36 mil à unidade escolar. De acordo com a sentença, a mulher fez dívidas, não realizou prestação de contas sobre repasses e ainda "adquiriu bens para uso pessoal com o dinheiro público". As irregularidades aconteceram enquanto ela geria a Escola Estadual Custódia da Silva Pereira.
Além de diretora, a mulher também foi presidente da associação de apoio da escola, em 2012. As dívidas feitas por ela são de altos valores e uma delas é correspondente a materiais que nunca foram entregues na escola.
Segundo o documento da condenação, a ex-diretora já tinha sido condenada administrativamente e demitida do serviço público. Isso porque deixou de prestar contas de valores...

Fonte: Globo.com

TO - Palmas

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS