Menu
Atualizado em 25/09/2019 às 16h40

Fechamento de duas aéreas francesas evidencia desafios de low cost intercontinentais

O modelo se desenvolveu nos últimos seis anos, na esteira do sucesso das low costs de médias distâncias na Europa. A companhia aérea francesa Aigle Azur, que entrou com pedido de recuperação judicial, suspendeu dezenas de voos por falta de recursos para garantir o serviço
Reprodução/EPTV
O mês de setembro foi duro para a aviação francesa: em duas semanas, duas companhias aéreas entraram em recuperação judicial. As origens das dificuldades financeiras da Aigle Azur e da XL Airways são distintas, mas, em comum, ambas foram com muita sede ao pote dos trajetos intercontinentais de baixo custo.
O modelo se desenvolveu nos últimos seis anos, na esteira do sucesso das low costs de médias distâncias na Europa. A XL Airways se especializou nos voos de Paris a Nova York por cerca de € 300, mas não contava que a concorrência seria tão dura, afirma o analista de transportes da consultoria SIA Partners Philippe Berland.
“É uma companhia que...

Fonte: Globo.com

Turismo e Viagens

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS