Menu
Atualizado em 21/10/2019 às 02h00

Vaticano investiga possíveis dilapidações de doações reinvestidas em prédio de luxo

A justiça do Vaticano está a investigar um circuito sobre a compra de um edifício de luxo londrino financiado com doações da Igreja, que envolve as finanças da Santa Sé e já implicou a demissão pelo papa de um responsável policial. O inquérito, iniciado no verão, indica “graves indícios de dilapidação de fundos, fraude, abuso de função e branqueamento”, segundo a ata de indiciação ontem divulgada pela revista italiana L’Espresso. Um caso que parece confirmar a dificuldade do papa em impor a sua reforma de transparência financeira na hierarquia da Santa Sé. A justiça do Vaticano procedeu em 01 de outubro à apreensão de documentos nos gabinetes da secretaria de Estado - o núcleo do governo local onde está instalada a guarda próxima do papa - e da autoridade de informação financeira, um corpo financeiro independente. Cinco pessoas, incluindo o número dois desta autoridade contra o branqueamento e um prelado, foram “suspensos por precaução” no...

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS